Pierre Gimonnet "Rosé des Blancs" Primeur Cru | Champagne

R$360,00
Entregas para o CEP: Alterar CEP

Conheça nossas opções de frete

Compartilhar
  • Descrição

    750ml
    Região: Champagne - AOC Côte des Blancs "

    Rose de Blancs" é uma declaração de que o vinho rosé do Gimonnet é feito no mesmo estilo chardonnay da casa. O vinho de base é o Gastronome cuvee, 100% chardonnay, ao qual é adicionada uma dose de 12% de Pinot Noir para dar um toque de cor e sabor de frutas vermelhas, resultando numa tonalidade rosa salmão super pálida e deliciosos aromas de cereja vermelha, morango e pétalas de rosa. O paladar é puro, com foco na mineralidade. A elegância clássica do Gimonnet agradada com o mais leve toque de frutas vermelhas.

    Harmonização: esse maravilhoso champagne pode acompanhar a refeição do começo ao final. Versátil, harmoniza com uma enorme gama de pratos, desde as ostras, passando por peixes como salmão, robalo e atum, até sobremesas com frutas brancas e amarelas frescas ou em compota.

    Teor alcoólico: 12,5°
  • Região

    A região da Champagne fica a apenas 175 quilometros a nordeste de Paris e é uma das mais famosas do mundo. Foi aqui que surgiu a lenda de Don Pérignon, que teria descoberto os vinhos borbulhantes e dito "Venham todos ver, estou bebendo estrelas!". Verdade seja dita, o monge, como ninguém, soube aproveitar as características da região, que não produzia grandes tintos, mas refermentava naturalmente os vinhos, transformando-os em espumantes. Com o tempo e a propaganda de Napoleão, apaixonado pela bebida, e a dedicação e inventividade de Madame Cliquot - ou Veuve Cliquot, que tornou a bebida límpida e nobre que conhecemos hoje, a Champagne foi alçada à fama mundial.

    A região tem 5 sub regiões que estão em 200 vilarejos, possuindo 17 deles o status de Grand Cru e 43, de Primeur Cru: As montanhas de Reims, ou apenas Reims, possui 9 dos 17 Grand Crus. O Vale de Marne, dois deles. Há também a sub região de Côtes de Blancs, onde, como o nome sugere, há predominância da única uva branca da região, a Chardonnay, assim como na Côte de Sézanne. Ainda há também a Côte des Bar. Somente três uvas são permitidas na Champagne: Pinot Noir, Pinot Meunier e Chardonnay.

    Ao contrário dos outros vinhos, o Champagne é produzido de forma a ter a "personalidade" da vinícola - ou Maison, ano após ano, variando minimamente, exceto em caso de Champagne Millesime, ou safrado. Na Champagne o nome da Maison conta mais que a região, e Pierre Gimonnet é um dos grandes nomes locais, produzindo seus Champagnes provenientes apenas de vinhedos Primeur e Grand Cru.
          
  • Produtor

    Pierre Gimonnet & Fils
    Região: França - Champagne

    Maison considerada especialista dos Champagnes “blanc de blancs” pois sua gama é exclusivamente elaborada a partir de Grands Chardonnays de Côte des Blancs. É uma tipicidade própria desse Domaine pois - fenômeno raro na Champagne, mesmo o vinho básico não safrado “Cuis 1er Cru” é um champagne “Blanc des blancs” produzido na célebre região Grands Blancs. Todas suas cuvées são verdadeiras testemunhas da expressão dos grandes terroirs da Côte des Blancs.Seu estilo atinge equilíbrio, a estrutura dos Grands Crus de Cramant, Choullis e Oger e o frescor dos terroirs do 1er cru de Cuis e Vertus. As diferentes cuvées refletem a magia das assemblages. A partir da variação de terroirs procuram dar a cada um uma expressão particular.

    Comentários:

    The Champagne Guide 2011 ( T.Stelzer-Australia): ” É incrível que um pequeno produtor possa vencer não somente meu  “ Grower producer of the Year” mas também “Best bargain of the Year”. No prestigioso mundo do Champagne você precisa provar toda a gama Gimonnet e, o preço é a metade do que deveria ser” Todas as safras obtiveram notas superiores a 93/100.

    Bettane & Desseauve  (2007...2013): ”com regularidade perpetuam um estilo fundado na elegância, delicadeza aromática e frescor dos grande Champagnes” . Sempre assinalados com “4BD” que significa produção de muito alta qualidade, aqueles que são a glória da vinicultura francesa. Apenas 6 maisons são consideradas 5BD (Krug, Salon, Bollinger, Roederer, Pol Roger e dom Pérignon) 1 cultivador. Também o círculo 4BD é assim limitado: 7 marcas e 3 cultivadores.

    Guide Gault &Millau- Guide dês Champagnes 2013: “Família de grande importância quanto ao terroir, à idade das vinhas e assim como à maestria das assemblages. “Artistas do Champagne”.  O vinho base, brut não datado, é um Blanc des blancs dotado de originalidade, os vinhos de reserve são conservados em garrafa e não em cubas o que preserva o frescor, característica fundamental do estilo Gimonnet”.

    100 best of Champagne 2013- Fine Magazine:  “Seus vinhos estão na classificação  dos 100 melhores do ano de 2013 sendo o Special Club 2005 13º lugar”.

    Le Figaro Magazine 2009 (R. Pourteau): Os Gimonnet possuem certamente vinhedos excepcionais... De Cramant o “Nec plus ultra”, em Chouilly o mais elegante, passando por Cuis que está em todas as cuvées, pois encarna o estilo Gimonnet e, este vinhedo é o que há de melhor em matéria de Chardonnay...Uma bela marca de reconhecimento por seus vinhedos , adeptos á perfeição, de respeito ao terroir e da continuação de um estilo”.

    Terry Theise “Mr . Champagne américain” 2012: “ Belíssimo vinho com muita classe e sabor. A preços acessíveis!... Os vinhos são suaves, cremosos e refinados, com uma mineralidade macia que se dispersa no frutado. Sedosos, vinhos de estilo mais que vigor, com raça. Acomodam deliciosamente no palato”