Château L' Hosteau-neuf 2017 | Saint-Émilion | Bordeaux

R$210,00
Entregas para o CEP: Alterar CEP

Conheça nossas opções de frete

Compartilhar
  • Descrição

    750ml
    Região: Bordeaux /Saint-Émilion - AOC Saint-Émilion (margem direita)
    Uva: 100% Merlot

    O distrito de L'Housteau-neuf está localizado entre Libourne e Saint Emilion, na estrada antiga que o poeta Ausonne estava caminhando para ir à famosa vila de Saint Emilion. Durante o período galo-romano (2000 anos atrás), a área era conhecida por ser tranquila e pacífica, com bons vinhos e boas refeições.

    1000 anos depois, os ingleses construíram um castelo e ficaram satisfeitos em apreciar os vinhos. No francês antigo, "L'Housteau" era uma casa grande feita de propósito para receber hóspedes, hoje em dia um hotel. O vinhedo é composto de apenas 5 hectares, todos localizados no platô de Saint Emilion e com idade de cerca de 25 anos.

    As uvas são colhidas à mão, com triagem e retirada, sem esmagamento das bagas. Maceração a frio em cubas de aço inoxidável, seguida de fermentação com temperatura controlada, que permite a extração natural máxima de cor e aromas de frutas maduras.

    O Château L'Housteau-neuf tem uma bela cor rubi vermelha.Um nariz intenso e agradável, com aromas de frutas vermelhas levemente caramelizadas, cereja e groselha, e um ataque sutil no paladar, revelando volume devido aos taninos. É um vinho sedoso, fino e bem equilibrado.

    Harmonização: ideal com peito de pato, todas as carnes vermelhas e uma seleção de queijos finos.

    Pontuação da safra  (por Wine Spectator): 90-93 pontos

    Teor alcoólico: 13°
  • Região

    A região de Bordeaux é a maior da França tanto em produção como em fama. Alguns dos vinhos mais caros e famosos do mundo vêm dessa região, que fica na Aquitania, no departamento de Gironde. Bordeaux situa-se na margem direita, esquerda e meio de dois rios, o Garonne e o Dordogne. É comum classificar os vinhos entre margem direita ou esquerda e há diferenças de estilos entre as duas margens, com predominância de Cabernet Sauvignon na margem esquerda e Merlot na direita.

    A porção entre os dois rios, que forma o estuário do Gironde é chamada de Entre-deux-mers e abrange a maior parte do território de Bordeaux. A legislação local é extremamente confusa e há diversas classificações, sendo a mais famosa a de 1855, feita a mando de Napoleão e que classifica os considerados melhores vinhos da época. Ao contrário da maior parte da legislação vinícola, aqui as classificações são feitas não por porções de terrenos, mas por vinícola, ou châteaux.

    Isso naturalmente geraria controvérsias entre os produtores, por isso foram acrescentadas outras classificações ao longo do tempo. Bordeaux são vinhos essencialmente de corte e as principais castas são a Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc. O produtor pode decidir a proporção de cada uma na composição de seus vinhos.

    A AOC Saint-Émilion é uma denominação situada na sub-região Libourne, na margem direita da Dordogne . Saint-Émilion é registrada como Patrimônio Mundial pela UNESCO , Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

    Seus 5.400 hectares (13.000 acres) representam 67,5% da área total de comunas produtoras de vinho ( Saint-Émilion , Saint-Christophe-des-Bardes , Saint-Hippolyte , Saint-Étienne-de-Lisse , Saint-Laurent-des- Combes , Saint-Pey-d'Armens , Saint-Sulpice-de-Faleyrens , Vignonet e uma parte da comuna de Libourne ) e 6% do vinhedo total de Bordeaux .

    Os vinhos de Saint-Émilion são tipicamente misturados a partir de diferentes variedades de uvas, sendo as três principais Merlot (60% da mistura), Cabernet Franc (quase 30%) e Cabernet Sauvignon (cerca de 10%).